sexta-feira, 9 de janeiro de 2009

Serra Gaúcha I: A terra do vinho

Entre os dias 26 de dezembro e 5 de janeiro, tive a oportunidade de visitar, mais uma vez e após quase cinco anos, as vinícolas do sul do país, mais especificamente da Serra Gaúcha. A idéia era apenas relaxar alguns dias em Gramado e em Bento Gonçalves, beber vinho, mas a paixão pela bebida e pela boa mesa, aliada à minha formação acadêmica e profissional, me fizeram lembrar o tempo todo da importância de registrar as boas experiências que tinha. E aqui estou para falar muito brevemente sobre as coisas boas que vi, bebi, comi e vivi em terras gaúchas.


Para que este texto não vire um livro, já que as boas experiências foram muitas, vou quebrar o relato em cinco partes, sendo a primeira esta rápida introdução e, a seguir, a boa experiência enogastronômica em Gramado e Canela; as andanças pelo Vale dos Vinhedos; onde comer bem na região do vale; e, por fim, um capítulo à parte dentro das minhas aventuras pelas vinícolas do sul.

Como disse no início, não fui preparado para fazer um “diário de bordo”, pois nada anotei nos nove dias em que apenas me diverti na Serra Gaúcha. Descrevo aqui, de forma um tanto falha jornalisticamente falando, apenas o que realmente me marcou, que ficou gravado na memória e no coração de forma muito saudosa, diga-se de passagem.

3 comentários:

Anônimo disse...

Ler esses relatos é uma delícia. Você se diverte e aprende. O único problema colateral é a inveja.
Parabéns Paulão, grande matéria.

Ripp

Anônimo disse...

Olá Paulo,
Que bela aventura essa sua pela Serra Gaúcha. Pena que você não realizou um "diário de Bordo", como bem expressou no texto....
Deu realmente vontade de retornar e conhecer o Vale dos Vinhedos, que infelizmente, não conheci!

Abração

Ade

alicio disse...

Bom passeio, ótimas recordações e aprendizado. Dá até vontade de fazer o mesmo!