domingo, 13 de fevereiro de 2011

Velho Mundo X Novo Mundo

Existe uma guerra velada (às vezes escancarada e polêmica) entre quem aprecia vinhos do continente europeu e quem prefere os do Novo Mundo. E há, também, muito julgamento supostamente embasado em questões técnicas, mas que na maioria das vezes se mostra a tentativa de encontrar argumentos para justificar e impor o que é gosto pessoal.

Não estou dizendo que não haja questões técnicas ligadas ao estilo de cada região. E nem que isso não tenha influência sobre a qualidade da bebida. O que discuto é até que ponto existe base na avaliação do vinho e a partir de onde isso se resume a gosto pessoal.

Lanço este post para que possamos discutir o tema. Gostaria de conhecer a opinião de vocês. Que estilo de vinho preferem e por quê?

3 comentários:

Eliana disse...

Na minha opinião vejo por um lado aqueles apreciadores de vinhos que amam os do velho mundo, pq são tardicionais, e tem muito nome como Barolos, Brunellos, Bordeaux, etc. Na minha opinião pode-se ter preferência, mas não podemos julgar que este é melhor que aquele, simplesmente pq vinho é questão de gosto pessoal. Algu´rm pode dizer que a culinária japosesa é melhor que a italiana, ou que a libanesa é emlhor que a francesa? Não, todas são boas, mas cada pessoa tem a sua preferência.

marlos disse...

Eliana e Paulo , vejo que vocês cometem um grande equívoco na comparação de vinhos do velho mundo X novo mundo!

a questão principal que vocês nunca abordam é a matéria prima !

vocês esquecem que o principal para se ter um vinho bom é a uva e como toda fruta ela não se desenvolve igualmente em todos os locais do planeta !

os bons vinhos do velho mundo são melhores porque a fruta é melhor , assim como um abacaxi , uma banana , um cupuaçu são melhores no brasil do que na itália ou frança!

como diria minha avó , não se fazem omeletes sem ovos .

é simples assim , vocês podem até gostar mais de vinhos do novo mundo assim como tem gente que gosta mais do tomate brasileiro do que do tomate italiano mas a realidade é que a qualidade da fruta é muito melhor no velho mundo!

Paulo Sampaio disse...

Ops, eu não comparei nada, apenas lancei a pergunta. No entanto, apesar de concordar com você em linhas gerais, acredito que haja fruta de boa qualidade fora da Europa.