sexta-feira, 6 de abril de 2012

Boicote, resposta democrática a medidas autoritárias

Ao contrário do que estão dizendo por aí a Ibravin e outras associações retrógradas que supostamente defendem os interesses dos produtores gaúchos, o boicote ao vinho nacional é uma manifestação democrática contra a tentativa de nos imporem o que devemos beber.

Eu boicoto e apoio lojas e restaurantes que boicotam o vinho nacional até que desistam dessa ideia inaceitável e prejudicial ao mercado do vinho e aos consumidores brasileiros.

E digo mais: sei de fontes seguras que, se as medidas protecionistas passarem, os grandes grupos de supermercados, que são os principais distribuidores dos vinhos brasileiros, também entrarão no boicote.

A hora é de pressionar e, se tudo der errado, dizer um não definitivo ao vinho nacional!

Nenhum comentário: